Workshop apresentou experiências a serem seguidas

Videira – Foi com este intuito que mostrar as experiências que estão dando resultado em outras regiões e apontar exemplos que podem ser utilizados como inspiração para desenvolver a indústria do turismo em nossa região, que a prefeitura de Videira, através da secretaria de Turismo e Cultura realizou na noite de quarta-feira (15), o Workshop de Turismo.

Durante o evento, Eduardo Basseti, proprietário da Villaggio Bassetti, do município de São Joaquim, contou aos participantes como o turismo se desenvolveu na região de São Joaquim, graças aos investimentos na cultura vitivinícola, agregando as belezas naturais daquela região, o vinho. “A paixão pelo vinho herdada da família de Pioli Bassetti me levou até São Joaquim, onde instalei a minha vinícola e o resultado é a produção vinhos nobres, obtidos através de tecnologia, trabalho e dedicação e um negócio que prospera como receptivo turístico, desenvolvendo assim toda a região”, destacou Basseti, em sua fala.

Já a engenheira agrônoma, Lucilene Assing, apresentou o projeto Acolhida na Colônia, desenvolvido no interior do município de Santa Rosa de Lima, que atua direto com a agricultura familiar com foco no agroturismo. “Vivíamos em um município pequeno, sem acesso asfáltico, onde os jovens estavam migrando para os grandes centros. E usando os exemplos de projetos de turismo rural implementados fora do Brasil, conseguimos reverter este cenário, agregando valor as propriedades, transformando-as em locais para receber os turistas fixando assim os produtores rurais no campo”, enfatizou.

Durante o evento foi realizado a posse do Conselho Municipal de Turismo de Videira, que é o primeiro passo para se pensar no desenvolvimento integrado das ações que visam desenvolver a atividade turística local, como um importante vetor do crescimento econômico, da valorização cultural, social e da preservação ambiental, possibilitando aos turistas e munícipes o maior contato com sua história, seus patrimônios e riqueza cultural e natural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *